sábado, 10 de março de 2012

A ALEGRIA DE SER AVÔ.

O Dr. Tadeu, pediatra e nosso irmão da comunidade da Divino Salvador é também um grande escritor. Suas crônicas publicadas às segundas-feiras no Correio são muito populares e muito belas, como esta que interpreto para vocês.

4 comentários:

  1. Achei lindo!! Não sou avó e creio que faltem alguns anos para eu ser. Mas me emocionei pois reconheci no texto as figuras dos meus pais e meus sogros, também os meus saudosos avós. Aos que são pais eu gostaria de dizer que não se preocupem com os "mimos" ou "artes" dos avós, amor não estraga nossos filhos, a falta dele sim. Filhos sempre sabem quem são os pais e a quem devem obedecer. Valeu Renato. Jane Eyre

    ResponderExcluir
  2. Caro Renato
    Eu sempre digo "Se soubesse que ser avô seria tão bom não teria perdido tempo tendo filhos"
    Um abraço
    James king

    ResponderExcluir
  3. Muito bonita essa crônica, e para ajudar, muito bem interpretada.
    Estou aqui na torcida para o meu neto vir logo.
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Um belo texto.
    Não sou avó e os meus (maternos e paternos) não foram exemplo.
    Peço a Deus que eu não seja como eles.
    Mas só o saberei quando vivenciar.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seus comentários ou críticas. Serão bem-vindos.