domingo, 13 de julho de 2014

MODERNIZAÇÃO




Gastar tempo discutindo o que deu errado é continuar andando para trás, uma especialidade do futebol brasileiro. Não há fórmula, não há receita, apenas muito trabalho e modernização – porque a estagnação é talvez o maior mal do futebol nacional. O Brasil parou na época de suas glórias passadas. Não há lugar para cartolas, treineiros, boleiros e corneteiros. Há urgência de administradores capacitados, técnicos atualizados, jogadores conscientes e torcedores lúcidos. Craque é bom, claro, mas coletivo é que ganha jogo. Times bem treinados, posicionados e com estratégia têm mais efeito do que um amontoado de talentos correndo tresloucados pelo campo. Alguém precisa avisar a quem manda que o futebol evoluiu.

(Priscila Belavenute, Laine Turati e Renata Rondini)
Colaboração da minha esposa Maria Regina.

2 comentários:

Deixe aqui seus comentários ou críticas. Serão bem-vindos.