quinta-feira, 4 de junho de 2015

OS DESLIMITES DA PALAVRA

Este é um pequeno poema de Manoel de Barros, que recentemente foi para o andar de cima. Um poeta com P maiúsculo e que deixa um grande legado para nossa literatura e nossa arte. É mais uma homenagem que presto a este preciosíssimo artista da palavra.

2 comentários:

  1. Muito bom.
    Manoel de Barros merece todas as homenagens.
    Nos ensinou muito bem que "fazer poesia é voar fora da asa."
    Abraço.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seus comentários ou críticas. Serão bem-vindos.