sábado, 10 de setembro de 2016

Não quero rosas, desde que haja rosas

Esse poema rápido e belo é de Fernando Pessoa.


Um comentário:

Deixe aqui seus comentários ou críticas. Serão bem-vindos.