quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Radiofrequência no tratamento de refluxo

Minha esposa Maria Regina se beneficiou do Método Stretta.

3 comentários:

Mario disse...

Fiquei muito feliz pela Regina ter resolvido o problema sem cirurgia. Ao mesmo tempo é absurdo a Anvisa ter demorado 14 anos para autorizar o tratamento aqui no Brasil. Abracos a todos.

José Renato Briganti disse...

Pois é, 14 anos refletem bem a falta total de incentivos dos nossos governos ao desenvolvimento da pesquisa e atualização de nossos cientistas e profissionais. Nosso atraso é jurássico. Muitas novidades são trazidas para cá por iniciativas e gastos dos próprios profissionais. É mesmo um absurdo.

Rosangela S Goldoni disse...

Que bom! Cada vez mais presentes, doenças de estômago sem cirurgia conferem mais conforto aos tratamentos.